JoomlaTemplates.me by BlueHost Reviews
topo1.jpg

PJ faz buscas na Universidade de Trás-os-Montes

Categoria: Uncategorised Publicado em sexta, 01 fevereiro 2019, 15:59

utadO Jornal de Notícias está a avançar que dezenas de inspetores da Polícia Judiciária estão, desde a madrugada desta sexta-feira, a realizar buscas na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) no âmbito de uma investigação por suspeitas de desvios de verbas. As buscas também se estendem as residências de administradores da universidade. A investigação visa antigos reitores e membros da academia transmontana.

A operação teve origem em denúncias relativas a um esquema de desvio de dinheiro de propinas pagas por alunos brasileiros que estudaram na UTAD ao abrigo de acordos de cooperação luso-brasileiros. O dinheiro das propinas terá sido desviado para contas bancárias no Brasil ligadas a docentes da academia que estavam diretamente envolvidos na coordenação dos chamados convénios luso-brasileiros, que funcionaram entre 2004 e 2013.

Quando o atual reitor da UTAD, Fontainhas Fernandes, tomou posse, em julho de 2013, terá ordenado uma auditoria externa perante os atrasos no pagamento dos compromissos financeiros das empresas brasileiras com quem os protocolos foram efetuados. Foi também instaurado um processo de inquérito na sequência de uma denúncia anónima que foi participada ao Ministério Público.

Em comunicado divulgado esta sexta-feira, a UTAD refere que a reitoria e a administração "estão a colaborar, desde o início, com a investigação em curso, a qual diz respeito a factos ocorridos antes da sua entrada em funções, facultando todos os elementos solicitados pela Polícia Judiciária".

A UTAD disse ainda que "ninguém da atual reitoria, em particular o reitor ou a administradora da universidade, são arguidos no processo".