topo1.jpg

Autor

Filipa Dias

David Teixeira acusado de apropriação e incompatibilidade.

David teixeiraDe acordo com o Jornal “O Povo de Barroso”, o Vice-presidente da Câmara Municipal de Montalegre, David Teixeira foi, durante a última reunião da Assembleia Municipal, realizada no passado dia 26 de fevereiro, fortemente atacado pelo líder da oposição local, Acácio Gonçalves (CDS/PP), de se ter apropriado da marca “Cozido à Barrosã”, bem como da tentativa falhada de registar outras marcas relativas ao sexta 13 e com a nomenclatura de Montalegre.

Lembrou o Deputado Municipal “que o estatuto de autarca tem certas incompatibilidades” que têm de ser respeitadas.

Acrescentou ainda Acácio Gonçalves que, “à mulher de César não basta selo é preciso parece-lo” exigindo que David Teixeira “se retrate desta situação”.

Mesão Frio: Presidente da Câmara atropela jovem e abandona o local.

CM -Mesão Frio ionlineO jornal i noticia hoje que o Ministério Público acusa o autarca de Mesão Frio de ter “abandonado” o local do acidente sem prestar auxílio ao jovem que sabia que tinha acabado de atropelar.

Acrescenta o jornal que o presidente da Câmara Municipal de Mesão Frio está acusado de dois crimes: um de ofensa à integridade física por negligência e um outro de omissão de auxílio.

Pode ler toda a noticia em http://www.ionline.pt/artigo/495582/mesao-frio-presidente-da-c-mara-atropela-jovem-e-abandona-o-local?seccao=Portugal_i#close

O autarca, através do advogado da autarquia, já requereu a abertura da instrução do processo.

Montalegre: Cinema ao ar livre?

Painel publicitario2Montalegre acordou, por estes dias, com um enorme painel publicitário instalado junto ao pavilhão multiusos.

Surpresos, muitos têm sido aqueles que se têm interrogado sobre os reais objetivos do referido painel.

Há quem avance que se trata de um painel aí colocado por uma empresa privada para explorar o mercado da publicidade vindo das empresas locais, dinamizadas pela recém-criada Associação Empresarial do Planalto Barrosão, embora a grade maioria dos populares entenda que se trata de um painel publicitário adquirido pela Câmara Municipal de Montalegre para divulgar as várias iniciativas que promove, desde as sextas-feiras 13 à Feira do Fumeiro, passando, eventualmente, por sessões de Cinema ao ar livre.

Chaves tem candidato à Presidência da República.

Presidência da RepúblicaFrancisco Silva, natural do Concelho de Chaves e Guarda Nacional Republicano (GNR) aposentado é candidato à Presidência da República.

Embora ainda não tenha as 7500 assinaturas necessárias para formalizar a respetiva candidatura, Francisco Silva pretende realizar, pelo menos a pré-campanha na tentativa de denunciar os podres do sistema.

No seu currículo de luta por aquilo a que define “como uma grande injustiça” está uma greve de fome, em frente ao Tribunal de Chaves, pela forma como foi tratado, enquanto GNR, no Hospital de Chaves. Tal atitude provocou-lhe uma pena de suspensão de 40 dias. Mais tarde, deslocou-se a Estrasburgo, ao Tribunal dos Direitos do Homem, mas, segundo o próprio, ninguém lhe deu ouvidos.

Francisco Silva, promete agora denunciar a podridão do sistema.

Eleições na Misericórdia de Montalegre

Ao que “A Outra Voz” conseguiu apurar, junto de fontes fidedignas, apresentaram-se duas listas concorrentes ao cargo de Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Montalegre, realizando-se as eleições nos últimos dias deste mês de dezembro.

Segundo as mesmas fontes, uma das candidaturas terá mesmo pago as cotas, relativas ao ano de 2015, de muitos sócios da instituição. Contactados alguns elementos da “Irmandade”, não nos confirmaram, nem desmentiram, esta informação.