topo1.jpg

Autor

Filipa Dias

Santa Casa da Misericórdia de Montalegre

Realiza-se, amanhã, dia 30, pelas 15 horas, na sede da Irmandade, a Assembleia Geral Ordinária da Santa casa da Misericórdia de Montalegre, tendo na ordem de trabalhos três pontos: Orçamento retificativo para o exercício de 2015, Plano de Atividades e Orçamento para o ano de 2016 e Outros assuntos de interesse para a Irmandade.

Com as eleições em vista nesta instituição, estamos em crer o ponto mais interessante da ordem de trabalhos, será o último.

Maria de Belém: o que garante estabilidade a governos são maiorias na AR.

Maria de BelémA antiga presidente do PS afirmou hoje à imprensa, numa indireta a Marcelo Rebelo de Sousa, que "os candidatos à Presidência da República não são comentadores políticos.

A candidata presidencial Maria de Belém afirmou esta segunda-feira que aquilo que "garante a estabilidade aos governos, se tudo correr normalmente, são as maiorias parlamentares", que têm "geometria variável", considerando ser isso que o Presidente da República tem que assegurar.

Ler mais

Maria de Belém anuncia candidatura à Presidência da República

Maria de BelémA ex-presidente do Partido Socialista Maria de Belém anunciou hoje a sua candidatura às eleições presidenciais de 2016.

Numa nota enviada à agência Lusa Maria de Belém comunicou que "Apresentarei publicamente a minha candidatura após as eleições legislativas de 4 de Outubro".

Na mesma nota, a ex-ministra da Saúde de António Guterres refere que "a prioridade para o Partido Socialista, neste momento, são as eleições legislativas", mas justifica o seu anúncio hoje "para evitar especulações" e pelo respeito que lhe merecem as pessoas que lhe têm manifestado o seu apoio.

O anúncio foi feito no momento em que o secretário-geral do PS, António Costa, era entrevistado em direto na SIC Notícias. Sobre um eventual apoio dos socialistas à candidatura de Maria de Belém, o líder do PS disse ser necessário "dar tempo ao tempo", acrescentando que "no momento próprio as escolhas far-se-ão". Por outro lado, referiu que ainda "nem sabemos sequer o universo total de pessoas que se vão candidatar. Se tivéssemos tomado essa decisão há dois meses atrás, não poderíamos contar com Maria de Belém que, pelos vistos, anunciou agora".

Recorde-se que, da área do Partido Socialista são já três os candidatos: Henrique Neto, Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém.

A agravar as coisas para os lados do Largo do Rato, está o facto de Mário Soares, Jorge Sampaio e Duarte Cordeiro (diretor de campanha do PS) já terem assumido o público apoio a Sampaio da Nóvoa. Por outro lado, Carlos César, atual presidente do PS, já deu várias entrevistas onde insinua o apoio ao ex-reitor da Universitário.

Epidemia atinge professores de Bragança

Escolas de BragançaO aumento de pedidos de mobilidade por doença para o distrito de Bragança para o próximo ano letivo está a causar indignação entre os professores de Quadro de Zona Pedagógica e mesmo entre diretores de agrupamentos.

De acordo com o jornal regional Mensageiro de Bragança, são mais de 360 professores destacados ao abrigo da mobilidade por doença só no distrito de Bragança. Aumento de pedidos causa indignação entre professores de Quadro de Zona Pedagógica. Só um agrupamento de Bragança já tem mais de 120 professores destacados.

Saiba tudo em

http://www.mdb.pt/noticia/epidemia-incapacita-professores-transmontanos-4226

por outro lado fique a saber que quem paga “esta epidemia docente” são os contribuintes.

Relativamente ao distrito de Vila Real já solicitamos informação aos diferentes agrupamentos de escola, e ao Ministério da Educação. Logo que essa informação nos chegue comunicá-la-emos aos nossos leitores.

A corrupção e a tortura em democracia.

SócratesJosé Sócrates e Lula da Silva estiveram juntos no lançamento do livro do ex-primeiro-ministro sobre tortura em democracia. Curiosos é que poucos meses depois são ambos suspeitos da prática de atos de corrupção.

Segundo a última edição da revista Veja, Ricardo Pessoa, um dos suspeitos que colaboram com a investigação Brasileira no caso Lava Jato (o maior processo de corrupção da história do Brasil) contou, a troco de uma redução de pena, como alguns partidos brasileiros (o PT e o PMDB) cobraram uma “comissão” num negócio avultado entre um grupo de empresas que também têm ligações a Portugal.

Ler mais