topo1.jpg

Autor

Manuel Martins

PJ faz buscas na Universidade de Trás-os-Montes

utadO Jornal de Notícias está a avançar que dezenas de inspetores da Polícia Judiciária estão, desde a madrugada desta sexta-feira, a realizar buscas na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) no âmbito de uma investigação por suspeitas de desvios de verbas. As buscas também se estendem as residências de administradores da universidade. A investigação visa antigos reitores e membros da academia transmontana.

A operação teve origem em denúncias relativas a um esquema de desvio de dinheiro de propinas pagas por alunos brasileiros que estudaram na UTAD ao abrigo de acordos de cooperação luso-brasileiros. O dinheiro das propinas terá sido desviado para contas bancárias no Brasil ligadas a docentes da academia que estavam diretamente envolvidos na coordenação dos chamados convénios luso-brasileiros, que funcionaram entre 2004 e 2013.

Quando o atual reitor da UTAD, Fontainhas Fernandes, tomou posse, em julho de 2013, terá ordenado uma auditoria externa perante os atrasos no pagamento dos compromissos financeiros das empresas brasileiras com quem os protocolos foram efetuados. Foi também instaurado um processo de inquérito na sequência de uma denúncia anónima que foi participada ao Ministério Público.

Em comunicado divulgado esta sexta-feira, a UTAD refere que a reitoria e a administração "estão a colaborar, desde o início, com a investigação em curso, a qual diz respeito a factos ocorridos antes da sua entrada em funções, facultando todos os elementos solicitados pela Polícia Judiciária".

A UTAD disse ainda que "ninguém da atual reitoria, em particular o reitor ou a administradora da universidade, são arguidos no processo".

Montalegre: Vereadores do PSD/CDS abandonam reunião da Câmara

Os Vereadores do PSD/CDS divulgaram um comunicado onde afirma que “ abandonaram a sessão do executivo que se realizou, na tarde do dia 15 de Fevereiro”, acrescentando que:

“em quase todas as reuniões os vereadores são insultados pelo presidente do município, Orlando Alves, contudo nesta última reunião, ultrapassou todos os limites da decência, apelidando-os de “tinhosos, delatores, cobardes e vocês não prestam”. Insultos ditos e repetidos por Orlando Alves que, perante as suas teimosias em não aceitar o direito à diferença, usa e abusa do seu poder da forma mais vergonhosa que se pode imaginar.

Ler mais

O que se passa no Matadouro?

Os Produtores de Fumeiro de Montalegre andam preocupados. Razões, pelos vistos, não lhes faltam!

Com efeito, pela primeira vez, desde que se realiza a Feira do Fumeiro, que são obrigados a matar os porcos no Matadouro Regional de Montalegre. Até aqui, nada demais, até porque os custos de abate, tanto quanto nos foi possível confirmar, serão suportados pela Câmara Municipal de Montalegre.

Acontece, no entanto, que os porcos entram de boa saúde no Matadouro mas, depois, quando são entregues aos Proprietários, parece que se apresentam com os ossos desfeitos, nomeadamente os Presuntos, e a deitar sangue.

Este assunto, para não variar, tem circulado de boca em boca e a medo, sem que ninguém pareça querer assumir as responsabilidades dos prejuízos já causados e, o que é mais importante, transmitir uma mensagem de confiança aos produtores.,, nomeadamente, esclarecendo todo o assunto.

Presidente da Câmara de VP de Aguiar absolvido pelo Tribunal.

Alberto MachadoSegundo o Jornal de Notícias, o presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar e atual candidato pelo Partido Social Democrata (PSD), Alberto Machado, foi absolvido pelo Tribunal de Vila Real, esta quinta-feira, dos crimes de prevaricação de titular de cargo público e abuso de poder.

Leia a notícia completa em http://www.jn.pt/justica/interior/autarca-de-vila-pouca-de-aguiar-absolvido-de-prevaricacao-e-abuso-de-poder-8754481.html

Estamos de regresso.

Por motivos de força maior, desde 23 de fevereiro que não nos foi possível estar on-line. Por esse motivo, e pelos inconvenientes causados, pedimos desculpa, quer aos nossos colaboradores, quer aos nossos seguidores.