topo1.jpg

Autor

Manuel Martins

Escola de FERRAL: a mentira tem perna curta.

FerralFoi o nosso Jornal que deu a notícia em primeira mão: “o Governo decidiu que só fecham as escolas do Primeiro Ciclo que as Câmara Municipais entendam que devem fechar.

Soube da notícia, por acaso, numa conversa informal, tida entre amigos, em Vila Pouca de Aguiar.

Fiquei feliz! Desde logo, porque é uma excelente ideia de combate à desertificação do interior despovoado do País. Depois, porque, residindo em Montalegre acerca de cinco anos (perdi-lhe a conta), vi aqui uma medida importante, capaz de manter vivas as aldeias do Baixo Barroso que, tanto quanto sei, fruto do poder do voto, conseguiram resistir ao ímpeto de encerramento abrupto das escolas, como foi o caso, por exemplo, da de Vilar de Perdizes.

Ler mais

João Costa, David Justino e Pacheco Pereira em Montalegre

João CostaQuinta-feira, a partir das 14 horas, realizam-se os 19.º Encontros da Educação de Basto e Barroso, organizados pelo Centro de Formação de Basto e pelo Agrupamento de Escolas Dr. Bento da Cruz.

Do programa, destaca-se a participação do Secretário de Estado da Educação, João Costa, do Ex-Ministro da Educação, David Justino, e do Ex-Deputado Pacheco Pereira.

Pacheco PereiraNestes encontram participam também os Presidentes da Câmara de Montalegre, Cabeceiras de Basto, Celorico de Basto, Mondim de basto e Ribeira de Pena.

Vila Pouca de Aguiar: não encerram escolas do 1.º Ciclo.

Vila Pouca de aguiar

Na sequência da decisão do Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, de só fechar as escolas que as Câmaras Municipais entendessem que deviam fechar, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, decidiu, de imediato, que no seu Concelho não encerraria nenhuma das escolas do primeiro ciclo, transmitindo essa posição ao Ministério da Educação, que a acatou. Mais decidiu que nenhum Jardim-de-infância encerraria, o que foi respeitado pela tutela, sendo que um dos Jardim-de-infância do Concelho têm apenas cinco alunos.

 

Juntos, Governo e Câmara Municipal, combatem a desertificação do interior do País.

Estão de parabéns!

 

Só fecham as escolas que as Câmaras desejarem.

escolaÉ oficial: segundo fontes fidedignas, obtidas junto da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, o Ministério da Educação decidiu que só fecham as escolas do Primeiro Ciclo que as Câmaras Municipais entendam que devem fechar.

A informação foi dada pelo Delegado Regional da Educação do Norte, Dr. José Mesquita, na reunião que realizou na Cidade de Chaves com os Presidentes de Câmara pertencentes à CIM do Alto Tâmega e respetivos Diretores dos diferentes Agrupamentos Escolares. Na reunião marcou também presença o Diretor da CIM, Dr. João Batista e o Diretor do Centro de Emprego de Chaves, Prof. Francisco Melo.

De referir que alguns Presidentes de Câmara fizeram-se representar pelos respetivos Vereadores com o pelouro da educação.

Perante a satisfação geral dos autarcas da Região do Alto Tâmega e Barroso e respetivos Diretores Escolares pelo anúncio de tal medida vários foram os autarcas que, de imediato, felicitaram o Governo por esta decisão, primordial no combate à desertificação, ao mesmo tempo que garantiram que no seu Município não fechariam nenhuma escola.

Jornal Notícias de Barroso

O Jornal Notícias de Barroso, já nas bancas, traz-nos as notícias mais importantes da Região de Barroso dos últimos quinze dias.

A começar, a confirmação da eleição de Carvalho de Moura como Presidente da Comissão Política Concelhia do PSD/Montalegre. Depois, os sempre apetecíveis artigos de opinião de Manuel Ramos, Barroso da Fonte, Nuno Gusmão e Padre Vítor Pereira, a que acrescentamos o artigo do Major Paulo Delgado, com o título “Não podemos olhar para trás, temos de olhar para o futuro”. De referir que Paulo Delgado é apontado como o provável candidato do PSD/CDS à Presidência da Câmara Municipal de Montalegre, nas próximas eleições autárquicas de setembro de 2017.