topo1.jpg

Autor

Manuel Martins

Os Turistas de Nanterre.

Na página eletrónica de Vila Pouca de Aguiar vemos o Presidente da Câmara satisfeito por ter conseguido captar investimento estrangeiro para o Concelho, ao qual adiciona a vinda de um jovem casal – ela americana, ele Francês – com o natural aumento de População.

No sítio de Montalegre vemos muitíssima gente, com o Presidente da Câmara à cabeça, a delirar por ter ido gastar os poucos recursos de que dispõe, "numa viagem turística" a Nanterre.

Depois admirem-se por as estradas estarem todas esburacadas e os jovens terem (quase) todos de emigrar!

Notícias de Barroso

NdeB488Já está nas bancas a última edição do Jornal Notícias de Barroso.

De acordo com a última edição deste Jornal, as eleições para a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Montalegre foram impugnadas; Os Presidentes de Câmara do Alto Tâmega reuniram no Ministério da Saúde e a Associação Vezeira de Fafião plantou árvores no Gerês.

A Manchete do Jornal, essa, é dedicada à homenagem que a Escola Secundária e a Câmara de Montalegre fizeram a Bento da Cruz.

A destacar, também, os vários artigos de opinião e, muito particularmente aqueles que são assinados por Barroso da Fonte, Carvalho de Moura, Padre Vítor Pereira, o Parágrafo de Nuno Gusmão e Manuel Ramos, bem como a reportagem sobre o dia do Carolo em Salto.

Uma sugestão: assine ou compre nos quiosques do Concelho de Montalegre o Notícias de Barroso. Só com o esforço de todos é que é possível a pluralidade de opiniões.

Falta de Cultura

João SoaresJoão Soares, Ministro da Cultura, mostrou que tem muita coisa, mas que lhe falta, precisamente, aquilo que era suposto ele fazer: Cultura.

A forma como decidiu enxovalhar o ex-presidente do Centro Cultural de Belém (CCB) é inaceitável em democracia, só fica mal a quem pratica tais atitudes e, por arrasto, a quem lhas permite.

João Soares demonstrou manifesta falta de educação, comportamento trauliteiro e, sobretudo, falta de respeito por quem, goste-se ou não, deu o melhor de si ao longo do tempo que esteve à frente do CCB.

O Ministro da Cultura tem todo o direito de não gostar do trabalho desenvolvido por António Lamas e de gerir o Ministério como bem entender, o que não pode é insultar os cidadãos a seu belo prazer.

Estamos de regresso

Por motivos de ordem técnica, desde 18 de fevereiro que nos é impossível colocar online a nossa página.

Pelo incómodo, pedimos imensas desculpas aos nossos seguidores, agradecendo as palavras de incentivo que, das mais variadas formas, nos foram chegando.

Manuel Martins

É Carnaval, ninguém leva a mal!

O Ministro da Finanças, Mário Centeno, garante, este sábado, em entrevista ao jornal Expresso, que não sabe se as 35 horas de trabalho semanal na Função Pública avançam ainda este ano. Por sua vez, o Primeiro-ministro, António Costa, na tarde deste mesmo dia, numa tertúlia entre militantes Socialista do Porto, afirma a pés juntos que as ditas 35 horas entram já em vigor no dia 1 de julho.

Faltam menos de cinco meses para confirmar qual dos dois é que mente, ou se preferirmos, qual dos dois é que não sabe o rume que o País deve seguir. Mas, tanto um como o outro, sabem que em julho já toda a gente se esqueceu dos disparates que proferiram no dia 6 de fevereiro de 2016.

Assim vai a nossa política!