topo1.jpg

Autor

Hélio Lopes

Outra notinha

Num destes dias, tive a oportunidade, em casa do meu neto, de poder consultar com alguma calma o seu livro de Matemática Aplicada às Ciências Sociais – 10º Ano, Texto Editores Lda., 2018, 1ª Edição, 4ª Tiragem, da autoria das professoras Elisabete Longo e Isabel Branco. Um livro muito interessante e que contém vantagens se for possuído por concidadãos os mais diversos, uma vez que apresenta uma interessante e útil introdução à mecânica eleitoral. Não deverá ser insuportavelmente caro e é de grande utilidade.

Ler mais

Alcácer Quibir

Pois é verdade, caro leitor, Alcácer Quibir foi o que surgiu ao pensamento quando me dei conta de que Cavaco Silva surgia no meu televisor a perorar, revoltado e sem a essencial elegância de Estado, sobre a escolha de uma nova Procuradora-Geral da República, sucedendo a Joana Marques Vidal no cargo em causa. Alcácer Quibir e D. Sebastião, o tal que uma dita lenda garantiu vir a surgir um dia numa manhã de nevoeiro. Simplesmente, nunca houvera nevoeiro nesse dia, pelo que a hipótese logo surgida no meu espírito ficou posta de parte.

Ler mais

Duas lamentáveis intervenções

As recentes considerações do Ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, ao redor da possibilidade do regresso do serviço militar obrigatório, constituem uma infelicíssima intervenção do atual Governo de António Costa. A grande maioria dos portugueses já se deu conta de que o PS de António Costa se prepara para impor à nossa juventude, muitíssimo mais que perspetivas de trabalho e de um futuro estável, o regresso a um trabalho forçado no ambiente militar, agora já não para defender a Pátria, mas para servir a OTAN, ou seja, a grande estratégia dos Estados Unidos, objetivamente a darem passos sucessivos e diários para criarem um conflito mundial, de molde a manterem a liderança do mundo e, por aí, conseguirem satisfazer os grandes interesses da sua minoria de multimilionários.

Ler mais

A ENTREVISTA DE ANTÓNIO CAMPOS.

Na sequência do abandono do PS por parte de José Sócrates foi dado ver a muitos portugueses interessados uma entrevista relativamente curta de António Campos, que foi um dos fundadores do PS, ainda antes da Revolução de 25 de Abril. Ainda que curta, e num certo sentido, a entrevista teve o seu interesse, dado que permite compreender alguns dos equívocos sobre que tem vivido o desenrolar da III República em Portugal. É sobre esses equívocos que me determinei a escrever o presente texto.

Ler mais

Entre alhos e bugalhos.

Num texto seu de ontem, na sua página de Facebook, Carlos Abreu Amorim, deputado do PSD na Assembleia da República, brinca, usando a ironia, ao redor do convite feito a Pedro Passos Coelho para o exercício das funções de catedrático convidado no ISCSP, olhando-as pela lente de uma intervenção que José Sócrates irá realizar sobre o tema, O Projeto Europeu depois da Crise Económica, e que se insere na conferência, ECONOMIA HOJE, FUTURO AMANHÃ, que irá ter lugar sob os auspícios da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.

Ler mais