imagem_aoutravoz_jpg.jpg

1.Clarificação retrospetiva.

Categoria: Opinioes
Publicado em sábado, 08 dezembro 2018, 12:17

Com grande dificuldade, o partido ALIANÇA lá vai tentando impor a sua imagem no seio da comunidade portuguesa, que se lhe mostra completamente alheia. É natural que seja esta a realidade, para o que basta ter em conta o resultado da peleja entre Rui Rio e Pedro Santana Lopes, em que este foi amplamente derrotado no seio do PSD, mas também o facto de a sua personalidade política principal ser, precisamente, Pedro santana Lopes.

A barafunda é total.

Categoria: Opinioes
Publicado em terça, 06 novembro 2018, 16:12

Embora, como pude já escrever, ninguém hoje ligue um ínfimo ao caso de Tancos – diz-se agora que Jesus poderá vir a substituir Rui Vitória –, a verdade é que a grande comunicação social e os partidos da oposição têm perseverado em incentivar a barafunda entretanto gerada ao redor do caso em questão. Custa-me acreditar que as entidades que vêm promovendo a presente barafunda consigam imaginar o cansaço da generalidade dos que acompanham os noticiários televisivos. Por acaso, um cansaço acompanhado de sorrisos tradutores da graça que tudo isto também já suscita.

Terríveis dores de estômago

Categoria: Opinioes
Publicado em quinta, 18 outubro 2018, 00:02

Basta acompanhar os noticiários televisivos principais, boa parte dos quais fortemente alinhados com os objetivos da Direita, ou ler um qualquer órgão escrito diário, para se perceber esta coisa simples: a Direita anda completamente à deriva, limitando toda a sua intervenção a críticas desgarradas, suportadas em casos correntes da nossa vida coletiva.

Por via desta objetiva realidade, é absolutamente natural que os seus dirigentes se vejam acometidos por terríveis dores de estômago, agora que o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa salientou, bem publicamente, que todos os partidos mostram, com eleições à vista, posições propostas influenciadas pelas mesmas. As propostas ditas eleitoralistas, num ápice agarradas, qual pão para a boca, pelos jornalistas que debitam as posições daquela Direita. No fundo, muitos destes nem sequer levam Jair Bolsonaro bem a sério em face do seu extremismo direitista.

Dos políticos espera-se sentido de Estado

Categoria: Opinioes
Publicado em segunda, 01 outubro 2018, 11:55

A sociedade, de um modo maior ou menor, encontra-se hierarquizada. Um tema estudado pelos jovens desde, ao menos, o início do 2º Ciclo do Ensino Básico. Fugindo de considerações de natureza religiosa, aquela hierarquia sedimenta-se a partir dos textos constitucionais, referenciais principais de toda a ordem hierárquica presente no tecido social. Podemos ver esta realidade nas grandes datas comemorativas das principais efemérides históricas.

Outra notinha

Categoria: Opinioes
Publicado em domingo, 30 setembro 2018, 11:32

Num destes dias, tive a oportunidade, em casa do meu neto, de poder consultar com alguma calma o seu livro de Matemática Aplicada às Ciências Sociais – 10º Ano, Texto Editores Lda., 2018, 1ª Edição, 4ª Tiragem, da autoria das professoras Elisabete Longo e Isabel Branco. Um livro muito interessante e que contém vantagens se for possuído por concidadãos os mais diversos, uma vez que apresenta uma interessante e útil introdução à mecânica eleitoral. Não deverá ser insuportavelmente caro e é de grande utilidade.

Alcácer Quibir

Categoria: Opinioes
Publicado em sexta, 28 setembro 2018, 08:43

Pois é verdade, caro leitor, Alcácer Quibir foi o que surgiu ao pensamento quando me dei conta de que Cavaco Silva surgia no meu televisor a perorar, revoltado e sem a essencial elegância de Estado, sobre a escolha de uma nova Procuradora-Geral da República, sucedendo a Joana Marques Vidal no cargo em causa. Alcácer Quibir e D. Sebastião, o tal que uma dita lenda garantiu vir a surgir um dia numa manhã de nevoeiro. Simplesmente, nunca houvera nevoeiro nesse dia, pelo que a hipótese logo surgida no meu espírito ficou posta de parte.

Duas lamentáveis intervenções

Categoria: Opinioes
Publicado em quinta, 16 agosto 2018, 16:54

As recentes considerações do Ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, ao redor da possibilidade do regresso do serviço militar obrigatório, constituem uma infelicíssima intervenção do atual Governo de António Costa. A grande maioria dos portugueses já se deu conta de que o PS de António Costa se prepara para impor à nossa juventude, muitíssimo mais que perspetivas de trabalho e de um futuro estável, o regresso a um trabalho forçado no ambiente militar, agora já não para defender a Pátria, mas para servir a OTAN, ou seja, a grande estratégia dos Estados Unidos, objetivamente a darem passos sucessivos e diários para criarem um conflito mundial, de molde a manterem a liderança do mundo e, por aí, conseguirem satisfazer os grandes interesses da sua minoria de multimilionários.