imagem_aoutravoz_jpg.jpg

Chaves: Dois militares da GNR arguidos em caso de furto de bicicletas.

Categoria: Opinioes Publicado em domingo, 13 março 2016, 12:47

GNRDois militares da Unidade de Trânsito da GNR de Chaves e um funcionário da Ascendi foram constituídos arguidos e alvos de buscas domiciliárias por suspeitas de terem furtado bicicletas durante um acidente que envolveu um importador, na A7, na zona de Ribeira de Pena, em março do ano passado.

O caso está a ser investigado pela própria GNR, que durante as buscas, em casa de um dos militares, recuperou uma bicicleta.

De acordo com informação recolhida pelo Jornal de Notícias, os dois militares foram chamados para um acidente que envolveu um camião carregado com bicicletas. O transportador estava a trabalhar para um importador que chegava de França.

Durante as diligências no local, desapareceu material e a empresa proprietária apresentou queixa pelo furto de duas dezenas de bicicletas, que estariam cobertas por um seguro. Logo na altura, os dois militares e também o funcionário da concessionária da autoestrada foram apontados como suspeitos.

O caso ficou a cargo dos elementos do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Vila Real, que realizaram várias diligências, aumentando as suspeitas.

No último fim de semana, as residências dos dois militares, na zona de Vila Real, e também a casa do funcionário da Ascendi foram alvo de buscas. Na habitação de um dos militares da GNR foi apreendida uma das bicicletas furtadas, reforçando as convicções dos investigadores.

Os três foram constituídos arguidos. Nunca até hoje os dois militares tinham sido alvo de qualquer medida disciplinar.