imagem_aoutravoz_jpg.jpg

Alijó: autarquia reduz 2 milhões à dívida.

Categoria: Região Publicado em quinta, 10 dezembro 2015, 23:07

Carlos MagalhãesFruto da enorme dívida contraída, a autarquia de Alijo viu-se obrigada a recorrer ao PAEL – Programa de Apoio à Economia Local – o que teve como efeito imediato a obrigatoriedade de cobrar os impostos municipais na taxa máxima.

Carlos Magalhães, presidente da Câmara Municipal, afirmou à agência LUSA que “as recitas já recebidas pelo município, mais as previstas até ao final do mês, vão servir para abater a dívida em mais de dois milhões de euros, que serão entregues na banca”.

Recorde-se que o anterior presidente da Câmara de Alijo, Artur Cascarejo, dada a limitação de mandatos, não se pode recandidatar, não assegurando “a passagem de testemunho”. Assim, o Partido Socialista local dividiu-se fortemente, permitindo a vitória tranquila do Partido Social Democrata.

Carlos Magalhães, acrescentou à agência LUSA que, a partir de agora, a sua prioridade são as pessoas. Acrescentou ainda que, devido
à contenção absoluta a que se viu forçado no início do seu mandato,  teve de limitar o investimento no Concelho.

O Orçamento e as grandes opções do plano para 2016, têm uma verba de 10,4 milhões de euros que poderá ser reajustado, e até aumentado, dependendo da execução do que está provisionado.