topo1.jpg

Chaves diminui dívida em 1,8 milhões

Categoria: Região Publicado em domingo, 03 maio 2015, 17:00

ChavesSegundo o Gabinete de Protocolo e Comunicação da Câmara Municipal de Chaves, o ano de 2014 foi sinónimo de consolidação financeira para o Município de Chaves. A gestão eficiente levada a cabo pela autarquia permitiu fechar com chave de ouro um ciclo de investimentos iniciado em 2002.

Os resultados alcançados pelo Município em 2014 são reveladores do empenho do atual executivo à frente dos destinos da autarquia. No ano transato foram lançadas e/ou concluídas obras no valor de 22,7 milhões de euros, tendo sido, em simultâneo, reforçado o apoio à inclusão social. O particular destaque vai para o resultado líquido positivo, e muito significativo, de mais 7 milhões de euros, fruto de uma gestão rigorosa e sustentada em princípios e critérios de racionalidade económica.

O ativo líquido atingiu o valor de 177,8 M€, representando um acréscimo de 16 M€ face ao período homólogo. Os Fundos próprios, também no período homólogo, aumentaram cerca de 7,3M€, atingindo um valor de 76,6M€.

A dívida diminuiu 1,8M€ relativamente a 2013, aumentando também o Imobilizado Bruto que atinge aproximadamente o valor de 252 milhões de euros, representando um acréscimo de 16 milhões de euros face ao período homólogo.

O Município de Chaves diminuiu em 2014 o prazo médio de pagamentos das faturas para 168 dias, quando em 2013 era de 231 dias. As despesas com o pessoal representam menos de 25% do total da despesa, situando-se nos 17,6%. De referir ainda, que as funções sociais tiveram um valor semelhante às funções gerais e económicas em conjunto.

A despesa sofreu uma diminuição, em cerca de 1,2 milhões de euros, comparativamente com o ano de 2013.

As receitas totais do Município no ano de 2014 foram de 51,3 milhões de euros, atingindo um grau de execução de 78,1%, sendo aproximadamente 25,3 milhões de receitas correntes e 26 milhões receitas de capital. A receita foi assim aumentada em cerca de 1,2 milhões de Euros, relativamente a 2013, não contabilizando para o efeito o empréstimo de Saneamento Financeiro, no montante de cerca de 13 milhões de Euros.

O Município continuará o seu processo de ajustamento em 2015, procurando cumprir com os seus compromissos com os flavienses e concluir/realizar as obras necessárias para o bem-estar das pessoas.